segunda-feira, 24 de maio de 2010

Realidade, fique onde está,

não venha me dar tapas e pontapés, eu já sei, amanhã é outro dia, mesmo que esteja tudo do mesmo jeito da semana passada;
não precisa me cutucar, eu sei que tudo continua lá, a faculdade me espera, a casa me espera, o compromisso me espera e a responsabilidade também;
não me dê petelecos, logo de início aprenda que isso não ajuda em nada, só me entristece saber que era tudo tão real que parecia sonho, uma pequena fuga;
Não grite dando boas-vindas dizendo que me esperava, eu já sabia disso e não esperava por você, já que, apesar de tudo sempre eu que acabarei indo na sua direção;
Evite elevar o tom de voz, mesmo que seja pouco, porque a rotina, sua melhor amiga, tem ouvidos bons demais para um ser tão monótono;
Enfim, não insista nem em sussurar no meu ouvido o quanto amanhã tudo será normal, pois isso eu garanto que não será, eu já não serei a mesma.

2 comentários:

T.S.Martins disse...

excelente, Fiiielha !

q inspirunção !!!!! ;]

Tainá disse...

haha, Thiago me perguntou se vc puxou ou pai ou a mamy aqui. Fiquei na dúvida :]

Te amo, filha!
Continue escrevendo. Faz bem pra alma, coração e olhos (dos leitores).

:* saudoso.